Pets - A Vida Secreta Dos Bichos - Será Que é Bom?

Hello pessoal, tudo bem? Espero que o final de semana tenha sido bom por aí.
Por aqui foi "quase" bom. Desde quinta-feira estou com uma rinite monstra, daquelas bem horrorosas mesmo. Fiquei super entupida, com a garganta mega ardendo, tosse seca e rolou até uma febrezinha. 

Como no domingo eu já estava um pouquinho melhor, resolvi pegar um cineminha com o marido. Lá fomos nós assistir Pets - a Vida Secreta dos Bichos, afinal, nós amamos animação e é sempre um bom programinha para nós! 

Eu queria falar do filme com vocês, desta vez como forma de desabafo. Óbvio que eu não posso falar muito sobre o filme para não dar spoilers para quem ainda não viu, e prometo que não vou fazer isso, mas não posso deixar de citar algumas passagens que me deixaram desconfortáveis ao longo da história.

A verdade é que no mundo todo, mas principalmente no Brasil, os gatos são vistos de forma muito distorcida e isso é cultural, sabe? Desde criancinhas a gente vê nas histórias que geralmente o gato é o pet da bruxa má, é o animal ligado ao exoterismo, que vive no cemitério, é traiçoeiro, é desapegado, é do mal e blá blá blá! 

Assistindo o filme, Pets - A Vida Secreta dos Bichos, eu pude mais uma vez observar em determinadas situações, como os gatos são colocados sempre em situações negativas nas histórias, e isso dentro de uma sala de cinema ABARROTADA de crianças, ou seja, muitas dessas crianças (a maioria, claro) vão sair de lá com a idéia reforçada de que gatos são ruins. 

No filme existe uma cena em que uma "gangue" de gatos maltrapilhos cercam cachorros em um beco, esses gatos são retratados de uma forma bem maléfica e negativa. 

Outra cena que me chamou a atenção é uma em que os animais (na maioria cachorros) estão ultra felizes, com seus rabos abanando e quase explodindo de felicidade ao perceberem que seus donos voltam para casa, enquanto o gato está dormindo e não dá a minima para a chegada de seu dono. Isso não é uma verdade sobre gatos! Eu já tive 4 gatos ao longo da minha vida e posso dizer que todos eles ficavam próximo à porta me esperando chegar e iam até a porta me receber, fazendo a maior festa e dengo! Uma delícia de recepção.

Bom, uma coisa é fato, eu já tive cachorros e gatos e inclusive já tive os dois convivendo ao mesmo tempo na mesma casa (mesmo que por um período curto de tempo) e posso dizer que são sim animais muito diferentes, porém o amor que vem dos dois é igual. 

A maioria das pessoas que eu conheço, e que não gosta de gatos, nunca teve ou conviveu com um em sua casa e só conhece o comportamento de gatos de rua, que sim, geralmente são ariscos, pois são muito maltratados, exatamente por essa cultura e fama de que "gatos são do mal". Eu juro, por tudo que é mais sagrado, que conheço várias (várias mesmo) pessoas que odiavam gatos e que hoje, depois de ter convivido com eles, amam os bichanos.

A verdade é que você tem todo o direito de gostar ou não de gatos, cachorros, coelhos, passarinhos e qualquer animal que exista, o que é errado é uma "cultura" que, sei lá por qual motivo, tenta nos convencer que algum animal é ruim.

Talvez eu, por ser patrulheira dos bichanos, tenha visto as coisas com um certo exagero, mas acredito que a nossa responsabilidade é ensinar, principalmente as crianças, que devemos amar e respeitar todos os animais! 

Ah, no filme também existem outros bichinhos retratados como maus personagens, mas resolvi falar sobre os gatos pois sou apaixonada por eles, e já cansei de vê-los sempre representados pelo lado obscuro das histórias. Que tal começarmos a desmistificar tudo isso, perceber e aceitar que os gatos são apenas bolinhas de pelo com recheio de amor?

Dêem uma chance aos bichanos. Eu juro que eles são mega especiais e incríveis, a prova disso (e a boa notícia) é que o número de lares que adotam gatos como seus pets só cresce no mundo todo. Os gatos já são a maioria em países como Estados Unidos, Canadá, Russia e em grande parte dos países da Europa. Você pode conferir os dados aqui, aqui e aqui. Uma luz no fim do túnel, né gente?

Bom, tirando esse fato dos gatinhos, o filme é bem legal, engraçado, cheio de bichinhos fofos, efeitos especiais e aventura! Vale super à pena assistir para tirar suas próprias conclusões, como eu disse acima, talvez meu lado patrulheira e defensora tenha visto algumas coisas com exagero.

Resumindo tudo, amem os cachorros, os gatos, os hamsters, os búfalos, os macacos, os passarinhos e todos os bichinhos, até os sapos, pois eles podem virar lindos príncipes, hahahahaha! O maior recado é: ensine seus filhos a amar a natureza e respeitar todos os animais! 

Ufffaaaa, acabou o desabafo e eu volto aqui na quarta-feira com resenha fresquinha, ok?

Boa semana pessoal, beijos meus e do Link! 

Compartilhe nas Redes Sociais