Mais Amor e Mais Respeito!

Adeus feriado, foi muito bom estar contigo! 
Olá segunda-feira, sua linda, seja maravilhosa para todos nós, aproveite o clima da parada gay e traga muita cor, alegria, amor e respeito para a nossa semana! 

Posso aproveitar o tema "parada gay" e usar o espaço desse bloguinho para dizer uma coisinha, quase em forma de desabafo, um desabafo social eu diria, posso? Então lá vai.
Algumas pessoas me perguntam se eu sou a favor ou contra os movimentos LGBT's e eu só posso responder com todo o meu coração que sou a favor do amor, a favor que as pessoas sejam felizes, respeitadas, amadas, cuidadas e cercada de gente que só queiram o seu bem! Se eu quero isso pra mim, devo desejar isso pro outros também, não é? Claro! 

É importante entendermos que a luta deles não vai tirar nenhum direito meu e nem seu, ok? A luta deles é apenas para proporcionar a eles um lugar mais seguro, uma voz a ser ouvida, uma posição social (que lhes é de direito já que são cidadãos, assim como qualquer um de nós é e contribuem da mesma forma), vidas a serem respeitadas e preservadas.
O Brasil é o pais com a maior taxa de mortes por crimes de homofobia no mundo. Eu não preciso ser homossexual para entender que temos um baita problemão aí, né? Temos que resolve-lo e não é por causa do exagero de alguns (sim, TODO movimento tem pessoas extremistas) que eu vou invalidar todo um movimento que, na minha opinião, tem uma luta tão válida!

Um dos vídeos mais interessantes sobre homossexualidade é esse do Dr. Dráuzio Varela. Eu adoro a forma prática como ele apresenta e esclarece essa questão, que para muitos é um tabu, o que realmente me assusta se considerarmos que estamos em 2018. Se você ainda não assistiu, eu super aconselho que você escute essa questão pela opinião dele. 

Eu entendo perfeitamente o que o Dr. Dráuzio explicou e concordo com ele, ninguém escolhe ser homossexual, essa é uma característica que nasce com a gente e ponto. Seria muito egoísmo e até maldade da minha parte excluir, odiar e até agredir as pessoas porque elas não "são" como eu, não agem como eu, não acreditam no que eu acredito, não tem os mesmos costumes que eu, afinal, todos somos diferentes né? Que bom seria poder viver num mundo onde as diferenças pudessem ser respeitadas. 

Para aqueles que pensam que a homossexualidade está de alguma forma ligada a violência, a promiscuidade, a vulgaridade, a doenças, etc (sim, de alguma forma bem absurda eu vejo e ouço isso com muita frequência), uma dica boa é observar as pessoas ao seu redor, amigos, colegas de trabalho, conhecidos e perceber que vários deles apresentam essas características e que isso não é uma conexão com a sexualidade da pessoa e sim com o caráter dela. 

pride.jpg

Bom, resumindo todo esse desabafo, eu só queria dizer que o amor é um sentimento muito lindo para ficar guardado e reprimido dentro de um armário! 

Vamos colocar o amor e o respeito ao próximo entre as nossas prioridades e assim teremos a chance de criar um mundo melhor e mais seguro para nossos filhos!

Boa semana para todos!
Beijos cheio de amor e até quarta-feira!

Compartilhe nas Redes Sociais