Caixinha de Aniversário - Refletir e Evoluir

Ontem foi meu aniversário e eu fiquei mais velhinha.

Trinta e três aninhos e muita coisa pra aprender e viver ainda! 
Eu adoro fazer aniversário, celebrar a vida e me reunir com as pessoas mais lindas, queridas e importantes da minha vida nesse dia que é tão especial e tão MEU, mas o que acontece é que a cada aniversário que passa me pego cada vez mais reflexiva sobre o quão rápido a vida passa. O dia seguinte do meu aniversário é geralmente todo dedicado à esse tipo de reflexão, e olha, eu levo isso muito a sério viu, tenho até um ritualzinho que eu batizei de Caixinha de Aniversário.
Vou contar mais ou menos como funciona essa caixinha aqui e que eu já faço há alguns anos, mais precisamente desde que eu tinha vinte e três anos, ou seja, faço esse mesmo ritual há dez anos. 

letter box.jpg

Faço pequenas anotações em quadradinhos de papéis (tipo post-it) sobre tudo o que foi marcante naquele ano, tudo o que foi importante na minha vida.
Minhas vitórias, minhas derrotas, meus medos, minhas conquistas, minhas dúvidas sobre o futuro, minhas sugestões sobre os erros e os acertos que eu possa ter cometido e principalmente atribuo uma nota de importância para cada anotação dessas. 
Guardo tudo em uma caixinha e, no ano seguinte, no day after  do meu aniversário, em algum momento bem tranquilo do meu dia, eu abro essa caixinha com todas essas anotações, releio uma por uma, relembro vários momentos do ano que passou, me emociono e reavalio suas importâncias e o quanto cada papelzinho daquele afetou ou ainda afeta a minha vida.

post.jpg

Alguns papeizinhos saem por já terem sido resolvidos e superados, alguns novos entram com novos desafios e questões sobre o que vem pela frente, e os outros ganham maior ou menor relevância, tudo dependendo de como eu estou lidando com a questão anotada no papelzinho. Todo ano é a mesma coisa, todo ano o mesmo exercício.

Esse exercício, que eu faço há anos, funciona para mim como uma revisão dos meus passos, das minhas escolhas, de como eu administro meus problemas (positivos ou negativos) e de como eu direciono a minha vida ao longo dos anos. 
Se eu percebo que tem um papelzinho que há anos está ali (todos os papéis tem data de quando foram criados) e nunca sai da caixinha é porque eu realmente tenho alguma dificuldade ou fraqueza em resolve-lo ou conviver com aquela questão, então é, mais uma vez, hora de tentar criar mais uma estratégia e colocar em prática novas atitudes para lidar melhor com aquilo e até quem sabe, eliminar o papelzinho da caixinha no próximo ano. 

Hoje é o dia que eu vou sentar e reler todas as anotações dessa caixinha, rever meus passos e todos os highlights do meu último ano, porque uma nova fase se inicia, um novo ano começa e espero que muitos papeizinhos saiam dessa caixinha, assim saberei que evolui, aprendi e superei.
Novas papeizinhos também já estão prontinhos para entrar lá, afinal cada ano tenho novas dúvidas, questionamentos, conquistas, derrotas, medos e tudo mais que o mundo me apresentar!  Estou pronta, vem ni mim mundão, vem ni mim trinta e três! 

thank you.jpg

Ah, vale dizer que essa caixinha tem um cantinho especial para momentos mágicos como casamento, viagens, etc, esses papeizinhos ficam durante um ano junto com os demais e depois ficam imortalizados em um envelope especial que mora dentro da Caixinha de Aniversário.

E você, tem algum ritual de aniversário? Me conta que eu quero saber.

Boa semana para todos! Beijos e #PartiuCaixinha

 

Compartilhe nas Redes Sociais