A Vida Imita a Arte - Reflexão

Oi pessoas, tudo bem? 

O post de hoje é na verdade uma reflexão. Acho que muitas de vocês acompanharam ontem a tragédia que aconteceu com o ator Domingos Montagner, que morreu afogado enquanto nadava no rio São Francisco, onde eram rodadas diversas cenas para a novela Velho Chico, em que ele era o protagonista interpretando o personagem Santo e fazia par romântico com a atriz Camila Pitanga.

Eu não acompanho essa novela, aliás, eu adoro novelas, mas venho perdendo o interesse há algum tempo. Sei lá, as tramas não me prendem. A última novela que acompanhei inteira foi Avenida Brasil (tirando as novelinhas antigas que passam atualmente no canal Viva como: Mulheres de Areia, que eu amo, e Laços de Família), mas acompanhei um pouco do trabalho de Domingo Montagner em Cordel Encantado e em Sete Vidas, e pude perceber o quão talentoso ele era. Talvez sua origem circense lhe proporcionasse uma simplicidade incrível, um talento raro, despido de qualquer vaidade e arrogância, mesmo diante do sucesso que se tornou. 

O que mais me chamou atenção em todo esse triste fato é que hoje, quando fui pesquisar um pouco mais sobre seu trabalho em Velho Chico, descobri que há cerca de 30 dias, Domingos gravou uma cena em que é alvejado por 3 tiros e cai no Rio São Francisco, que arrasta seu corpo sem destino. Na cena da novela, o personagem não morre, porque a ficção muitas vezes nos poupa de finais trágicos, mas tem um ditado que diz que "a vida imita a arte" e desta vez o final não foi feliz. Domingos morreu afogado enquanto nadava no Velho Chico.

- Ele nadava em um trecho perigoso do rio, que não era recomendado para uso de turistas e pessoas sem treinamento. Ele estava feliz, curtindo, se aventurando, se superando. Às vezes nossa coragem é maior que nossa prudência. Sua morte certamente não estava nos planos, foi um acidente horrível. Perdemos um grande ator.

A reflexão que eu quero deixar é que na vida não podemos editar os finais como nas novelas e nos filmes. Não dá pra gritar "corta" e voltar pra cena anterior, sabe? É preciso calcular os riscos e estar sempre atento as nossas decisões, opiniões e movimentos. Ser cauteloso não é ser chato, é ter a certeza de voltar pra casa em segurança, é ter a certeza de que vamos poder abraçar e beijar aqueles que amamos de novo.

R.I.P Domingos Montagner. 

Bom final de semana à todos, beijos! 

Compartilhe nas Redes Sociais