Depressão pós G.O.T

Olá pessoal, tudo bem? Como passaram o final de semana?
O meu foi ótimo, até acabar o último episódio desta sexta temporada de Game Of Thrones, depois entrei em depressão hahahaha! Como sobreviver durante longos oito ou nove meses sem essa saga e personagens maravilhosos que me fazem gritar, chorar, pular no sofá, querer socar as paredes e chutar as almofadas? Valar Morghulis vai rolar aqui comigo! Não vou sobreviver...

Vou roer as unhas, puxar os cabelos, hibernar, comer panelas e panelas de brigadeiros, só para tentar driblar a ansiedade para a próxima temporada, mas olha, uma coisa eu posso dizer: que final de temporada meu povo! 
Muita gente amou essa temporada e já vi muita gente dizer que foi a melhor de todas, porém eu devo confessar que não estava curtindo muito os caminhos que a história estava tomando até o sexto ou sétimo episódio, quando de repente o caldo engrossa e eu volto a entender o porque eu gosto tanto de G.O.T. 

Só posso dizer que vou morrer de saudade, curiosidade, ansiedade e dúvidas até o retorno de G.O.T!

Ainda bem que existe Netflix para ajudar a amenizar os sintomas da depressão pós G.O.T. Aliás, faz tempo que não comento sobre as séries que ando assistindo, né? Prometo organizar um post para fazer um update de Netflix para vocês, ok?

Se você ainda não assiste Game Of Thrones, já passou da hora de morrer de amor ou de ódio pelas famílias Stark, Lannister, Baratheon, Greyjoy, Tully, Arryn, Bolton, Tyrrel, Martell e Targaryen. 

Algumas dessas famílias aí não tem como odiar (tem sim), mas somos capazes de amar todas elas em algum momento da série, eu juro (ou não, hahahaha)! É complexo, é cheio de detalhe, é muito personagem, mas vale muito à pena viu.

Por hoje é só pessoal, excelente semana para todos! Até quarta-feira, beijos.

Compartilhe nas Redes Sociais